Ptala de Rosa
"O amor nasce de quase nada e morre de quase tudo."
Ives Vaet
Siga-nos no Twitter
 




 
 
 

O amor é assim

 
Apenas na imaginação o amor promete felicidade eterna, pois pela experiência descobrimos suas incontáveis dimensões.
O amor, às vezes é alegria, às vezes é paixão, às vezes compreende momentos de doce serenidade entre os risos e a tristeza.

Em geral, o amor é suavidade, embora possa também ferir.
O amor está em constante mutação e se num instante um sorriso poderá fazer-nos diminuir o passo, em outro talvez surja um sinal de perigo que nos impelirá a avançar para agir, reagir, enfim, fazer o necessário, tomando uma decisão rápida.

O amor é muitas coisas, mas muitas ele não é.
O amor não envergonha.
O amor não pune.
O amor não se vangloria, critica, degrada ou diminui.

?s vezes pensamos que estamos repletos de amor, mas egoisticamente atendemos nossas necessidades antes da do outro.
Contudo, quando expressamos verdadeiramente nosso amor por alguém, não há como não reconhecer o calor agradável que nos invade.

Como é simples ser um doador de amor!
Mas como nos esquecemos disso quando as oportunidades surgem.

 
Veja também:
A certeza que só o amor tem
Fazer as Pazes...
De Janeiro a Janeiro - Vídeo - (part. Nando Reis) Roberta Campos
AMIGO APAIXONADO
A Toda Nossa Cumplicidade
Cumplicidade
A força do nosso amor
 
Sobre o Portal Canais Acompanhe o Pétala de Rosa