Pétala de Rosa
"Viver saboreando a doçura da felicidade é sorver mel no apiário do amor."
Inácio Dantas
Siga-nos no Twitter
 




 
 
 

Que mulher nunca teve

 
Um sutiã meio furado,
Um tio meio tarado
ou um amigo meio veado?
Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um remédio pra dormir?
Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta, estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?
Que mulher nunca pensou
Em zunir uma panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?
Que mulher nunca penou
Pra ter a perna depilada,
Pra aturar uma empregada
Ou pra trabalhar menstruada?
Que mulher nunca acordou
Com um desconhecido ao lado,
Com o cabelo desgrenhado
Ou com o travesseiro babado?
Que mulher nunca comeu uma caixa de bombons, pela mais pura ansiedade,
Uma alface, no almoço, por vaidade
Ou, um canalha por saudade?
Que mulher nunca apertou
O pé no sapato pra caber,
A barriga pra emagrecer
Ou um ursinho pra não enlouquecer?
Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Ou que "dele" não lembra nem o nome?

Não tenha vergonha caso você se identifique com tudo, ou quase tudo!
Só mesmo as mulheres para entender o significado deste poema!

 
Veja também:
Lembranças de felicidade
Já não me importo
Teus mistérios
Para viver um grande amor
Não quero uma pessoa perfeita
James Blunt - You re Beautiful (Traduzido)
Crônica do amor
 
Sobre o Portal Canais Acompanhe o Pétala de Rosa